Arquivo | Literatura RSS feed for this section

Como remover resultados negativos do Google

21 jun

O gerenciamento de marca nos resultados do Google já é uma realidade no mercado americano e no Brasil tem sido utilizado por algumas empresas. Imagine a seguinte cena, um consumidor sofreu com a compra de um produto que apresentou defeito. Ele reclama com todo direito e aguarda a resposta da empresa. A empresa atende o cliente, superando até as expectativas e o cliente vira um advogado da marca. Surge uma história bonita de atendimento ao cliente com final feliz. Porém, aquela reclamação ou vídeo criado foi indexado pelo Google. E o que o cliente faz muitas vezes é olhar apenas o texto da SERP (Search Engine Results Page) e ler que estão reclamando da empresa dele, não se dando o trabalho de aprofundar a leitura do artigo mostrando que a empresa resolveu o problema. Com isto a empresa sofre um impacto na sua imagem, afinal qual empresa não teve um produto que tenha apresentado defeito?

Para continuar lendo esse artigo escrito por  Paulo Rodrigo Teixeira clique aqui.

ROI x Mídias Sociais

1 jun

Um tema muito intrigante e frequentemente encarado com certo descrédito dentro do business coorporativo.

Essa seria a melhor descrição de como o cálculo do ROI* nas mídias sociais vem sendo percebido pelas empresas. Mesmo consciente dos riscos e da grande predisposição em realizar afirmações levianas sobre o retorno do investimento nesse entorno, escolhi essa temática para apresentar no grupo de estudo da PaperCliQ, internamente conhecido como GEPIQ.

*ROI = Return of Investiment (Retorno sobre investimento)

Por Danila Dourado no texto: ROI x Mídias Sociais: Reflexões sobre uma controvérsia.

Como Analisar Dados Das Mídias Sociais

19 maio

A tão aclamada possibilidade de mensuração de números na Internet encontra algumas barreiras quando tentamos aplicá-la nas mídias sociais – devido ao seu carater subjetivo. Considerar quais páginas de um site o usuário percorreu até o momento da compra final é uma ótima medida. Desconsiderar que, este mesmo usuário, já foi anteriormente influenciado por blogs, portais, contatos e amigos, no entanto, seria uma visão míope.

Em face desta situação, Prashant Suryakumar sugeriu algumas ideias no site Mashable, que podem facilitar a análise deste panorama. Confira no link:
Como Analisar Dados Das Mídias Sociais por Maria Fernanda Lacerda Pereira

13 Business Blogging Mistakes & Their Easy Fixes

10 abr

O livro, dividido em 13 capítulos, enumera os 13 erros mais comuns de blogueiros corporativos e ainda explica como consertá-los.

1. Não integrar o seu blog com o seu site principal

2. Postar conteúdo demais sobre você

3. Postar sem frequência e consistência

4. Postar conteúdo off-topic ou sem foco

5. Não oferecer variedade de conteúdo

6. Falhar ao encorajar o engajamento e a conversa

7. Negligenciar oportunidades para SEO

8. Ignorar objetivos fáceis

9. Não usar conteúdo de fontes

10. Excluir CTAs* e oportunidades de conversão

11. Não promover o seu conteúdo nas mídias sociais

12. Ignorar o Analytics do blog

13. Esperar o sucesso do dia pra noite

Para ter acesso ao livro, basta se cadastrar nesse site, que o redirecionará para o arquivo do livro em pdf.

*CTA = call to action (chamada à ação)

E-books lidos em 2010

30 dez

#Mídias Sociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões
Organização: Paper Cliq e Danila Dourado
Visualização e Download: Slideshare

O material busca sistematizar conhecimentos sobre a área, discutindo temas como Monitoramento Online, Transmídia, Assessoria Política, Geolocalização, Novos Modelos de Negócios, CoolHunting etc.
Fonte: Paper Cliq

#Mobilize
Um livro por Alon Sechaczewski, Léo Xavier e Ricardo Cavallini.
O Guia prático sobre marcas e o universo mobile.
Download: Mobilize Book

Mobile marketing nada mais é do que marketing feito a partir e através de celulares e dispositivos móveis. Na encruzilhada entre publicidade e tecnologia, o marketing móvel é absolutamente complementar e simultâneo às outras mídias e permite construir uma relação, em tempo real, entre marcas e pessoas. Somado a isso, vivemos num país onde há mais acesso à telefonia móvel do que à rede de esgoto ou água tratada. Por mais chocante que soe este fato, essa comparação serve para ratificar a altíssima penetração deste meio. Como meio é mídia, nada mais natural do que entender o grande potencial dos dispositivos móveis quando aplicados a negócios e à comunicação.

O meio móvel é, portanto, muito mais uma plataforma que um veículo e, nesse sentido, presta-se às mais diversas disciplinas da comunicação, como publicidade, relacionamento, ativação, promoção ou marketing direto. “Mobilize” é um guia prático e conciso para entender as reais aplicações dessa plataforma. Nele, há os principais conceitos de mobilidade, números e métricas deste mercado, além de cases já realizados pelas principais agências e anunciantes do mercado nacional. Escrito por 3 profissionais ligados ao pioneirismo do comunicação digital, “Mobilize” é leitura obrigatória para quem pensa na comunicação do amanhã e indispensável para aqueles que vivem o mercado de hoje.
Fonte: Mobilize Book

Livros lidos em 2010

15 dez

Propaganda é isso aí! de Zeca Martins
Um guia para novos anunciantes e futuros publicitários.
ISBN: 9788502091863

O livro é um trabalho ao mesmo tempo simples e ambicioso. Simples, porque destrói muitos mitos acerca da área e, também, porque fala uma linguagem absolutamente informal e divertida. Ambicioso, porque conduz o leitor a um passeio por todas as áreas da Propaganda, sem exceção – inclusive as de caráter jurídico -, chegando a considerações sobre planejamento de marketing e vendas (especialidades de ligação umbilical com a Propaganda). Já é obra de referência profissional e também é adotado como livro-texto nos cursos de Comunicação Social das principais faculdades de todo Brasil.
Fonte: Submarino

Redação Publicitária de Zeca Martins
A prática na prática.
ISBN: 9788522454907

Bons resultados em Redação Publicitária nascem, sobretudo, da prática. Poucas são as técnicas profissionais onde o processo contínuo de tentativa e erro é tão recomendável. Indispensável: talvez esta seja uma definição melhor.

Redação Publicitária exige, é claro, conhecimentos gramaticais, mas não é como a gramática, pois não basta apenas estudar para aprender.

Redação Publicitária também não representa a Criação Publicitária em si mesma, é complemento, é conseqüência desta; daí, não basta ser criativo para ser um bom redator de anúncios.Entã o, não tem jeito: precisa mesmo é botar a mão na massa; melhor, o lápis no papel e escrever, escrever e escrever. Tentar, ousar, experimentar, transpirar, errar, acertar, gostar e não gostar. Fazer isso tantas vezes quantas forem necessárias até que o bom texto publicitário, o texto vendedor, o texto persuasivo – que tem vida própria, diga-se – salte do papel, independentemente da vontade do redator. Voilá! Eis um bom texto publicitário.

Este livro procura apresentar algumas técnicas que aprendi ao longo da minha carreira de publicitário. Haverá muitas outras que você terá de descobrir sozinho.
Fonte: Zeca Martins